Interferência política do PP pode ter barrado aquisição de PET-Scan para o Hospital Napoleão Laureano

Publicada em 09/10/18 as 00:18h - 51 visualizações

por CARIRI TV


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Interferências político-partidárias podem ter atrapalhado o processo de aquisição do aparelho PET-Scan (Positron Emission Tomography) para o Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa, prejudicando milhares de paraibanos que tem a esperança de poder detectar, com precisão, indícios de tumores, bem como verificar a regressão do câncer após sessões de quimioterapia. Segundo levantamento do Instituto Nacional de Câncer (Inca), na Estimativa 2018 de Incidência de Câncer no Brasil, o País deve registrar cerca de 600 mil novos casos da doença, tanto em 2018 como em 2019.


As informações dão conta que lideranças do Partido Progressista na Paraíba teriam acionado o Ministro da Saúde Gilberto Occhi, que foi indicado para o cargo pelo PP, para barrar a liberação de recursos para a aquisição do aparelho. O motivo seria porque os recursos para a aquisição do Pet Scan foram conseguidos pelo senador Raimundo Lira (PSD-PB), adversário político do PP na Paraíba.

 

Coincidentemente, o travamento do processo de aquisição do Pet Scan ocorreu após o anúncio dos recentes apoios do senador a parlamentares da base de sustentação do governador Ricardo Coutinho (PSB), a exemplo do deputado estadual Ricardo Barbosa (PSB) e do deputado federal Hugo Motta (PRB), tendo em vista que o líder do Governo Michel Temer, o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP), candidato à reeleição, e a sua irmã, Daniella Ribeiro (PP), candidata a Senadora, integram uma chapa adversária à do governador. Além do mais, Aguinaldo é adversário direto de Hugo Motta na campanha, pois os dois concorrem ao mesmo cargo. 

Presidente estranha não liberação os recursos - De acordo com o presidente da Fundação Napoleão Laureano, Antônio Carneiro Arnaud, o equipamento é um sonho antigo da instituição e a liberação dos referidos recursos já teria sido garantida pelo próprio Ministro da Saúde, Gilberto Ochi (PP), em visita à Fundação Napoleão Laureano, no último dia 17.09.2018. Porém, segundo Arnaud, o Ministro teria lhe dito que não poderia liberar os recursos naquela oportunidade devido à conduta vedada imposta pelo período eleitoral, informação que, segundo o próprio Arnaud, não procede, pois não há vedação para a liberação de recursos a instituições, apenas a estados e municípios.

  

“O que falta até o momento é a liberação dos recursos, que é o mais importante. Ele (ministro do PP) teria me dito que não poderia liberar devido ao período eleitoral, que aliás, a interpretação do ministro, no meu modo de entender, existiria essa proibição para as prefeituras e estados, mas não para as entidades filantrópicas. Agora porque fundação iria pagar por alguma desavença política?, estranhou Carneiro Arnaud.(https://youtu.be/PCMuzPEdvk4).

  

Importância do Equipamento - Recentemente, o presidente do Conselho Deliberativo da Fundação Assistencial da Paraíba – FAP de Campina Grande, Helder Macedo, ressaltou, em entrevista à imprensa paraibana, a importância da aquisição do aparelho PET-Scan (Positron Emission Tomography), para a ampliação da parceria da fundação com o Hospital Napoleão Laureano, que é a unidade selecionada para receber o equipamento.

 

“Esse equipamento será muito importante, pois vamos promover uma parceria com o Hospital Napoleão para atender a demanda de Campina e região. Portanto, eu vejo como uma justa medida que o senador Lira abraçou, digna de elogios”, afirmou Helder Macedo sobre o empenho de Lira para conseguir os R$ 5,5 milhões, junto ao Governo Federal, para a aquisição do equipamento.

  

Prejuízo maior para as mulheres paraibanas - O câncer de pele do tipo não melanoma, segundo os dados do Inca, é o mais frequente no país, enquanto a segunda posição é ocupada pelo câncer de próstata, entre homens, e de mama, entre mulheres.

  

Considerado menos letal, o tumor de pele não melanoma deve ter cerca de 165 mil novos casos diagnosticados por ano. Se eles não forem levados em consideração, os cânceres mais incidentes nas mulheres serão o de mama (59 mil casos), de intestino (com quase 19 mil) e o de colo de útero (16 mil). Se o Hospital Napoleão Laureano conseguir vencer a interferência política, o Pet Scan pode vir a retardar os efeitos nocivos do câncer na Paraíba.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Visitas: 15107   Usuários Online: 10

Nosso Whatsapp

 (83)9.8762-3690

Copyright (c) 2018 - CARIRI TV